Juarez Casagrande

Do Direito à manutenção de créditos de ICMS sobre as exportações realizadas por empresas enquadradas no Simples e da Inconstitucionalidade de algumas leis estaduais que vedam o direito constitucional de manutenção do crédito

Postado em 06/07/2014





O presente artigo tem o objetivo de discutir sobre o direito constitucional da imunidade e à manutenção dos créditos de ICMS sobre as receitas de exportação quando efetuadas por empresas enquadradas no SIMPLES NACIONALvconsiderando que o Texto Constitucional prevê no artigo 155, § 2º. , alínea “a”, a imunidade na saída e a manutenção dos créditos vinculados a tais operações, independente do regime contábil ou jurídico que estiver o contribuinte-exportador. Nessa esteira, vamos analisar as disposições contidas na Lei Complementar 123/2006 e na Lei Kandir 87/1996, e verificar se nelas existe vedação a manutenção dos créditos vinculados às receitas de exportação pelas empresas enquadradas no SIMPLES. Por derradeiro, analisaremos o artigo 9º da Lei Estadual do Paraná 15.562 de 04/07/2007, que vedou expressamente a manutenção dos créditos de ICMS sobre as vendas ao mercado externo, anulando, inclusive os créditos já existentes em conta-gráfica caso houvesse opção pelo regime simplificado, servindo essa análise para outras leis estaduais que trazem o mesmo conteúdo de renúncia aos créditos de ICMS.

Usaremos no presente artigo a nomenclatura SIMPLES NACIONAL, embora a lei somente se refira ao SIMPLES.


Download do arquivo Imprimir Página

Fonte: Dr. Juarez Casagrande

Outras notícias

13/12/2015 - Equação da teoria da justiça social unificada
30/11/2012 - A Multa De Mora/Ofício E A Denúncia Espontânea Do Contribuinte
06/07/2014 - Do Direito à manutenção de créditos de ICMS sobre as exportações realizadas por empresas enquadradas no Simples e da Inconstitucionalidade de algumas leis estaduais que vedam o direito constitucional de manutenção do crédito
11/11/2012 - O Princípio da Eficiência e os Prazos Diante da Administração Pública.
11/11/2012 - O princípio da eficiência e os prazos diante da administração pública.